quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

Politica, Gestão, Cervejas e Humor


Parece que António Pires de Lima disse que, caso o PS vencesse as próximas legislativas sem maioria absoluta, o CDS deveria estar disponível para um entendimento com Sócrates.

Mas para o oportunismo não ficar tão visivél, qual a explicação do gestor/politico?

Pois que o CDS, já sem PP, não pode ( como partido responsável que é, digo eu) deixar que um governo minoritário fique "refém do PCP e do BE".

Pois claro refém por refém antes do CDS.

E o senhor dr. já pensou em deixar a gestão cervejeira e entrar na "industria do humor"?

Supeito que nem nas Produções Ficticias lhe dariam emprego.

Mas talvez seja de tentar!

Sem comentários: